A rede anti-social

Ainda acho que, em favor da socialização, as pessoas deviam entrar mais em bares e menos em redes sociais. Como diz o Tio Dino, são tempos de muita rede social para pouco amigo.

Rede sem lei

O orkut é o equivalente às pochetes das redes sociais. Outrora pop, a rede já foi reportagem de William Bonner com suas Katilces e acusações de “não sei brincar, o orkut tá falando mal de mim.”. Hoje em dia, a comunidade é mais cafona do que casar na praia. Eu adoraria usar uma expressão-clichê do tipo que “o site só se mantém vivo com a ajuda de aparelhos”, mas todo site da internet só funciona com a ajuda de aparelhos.

A comunidade ainda é útil para verificar o que fazem seus amigos de mais baixa renda. Em minha humilde opinião, o grande problema do orkut é que ele se preocupou demais em imitar o facebook e esqueceu de ser quem ele realmente é. Não aprendeu nada com a moral de 9 em cada 10 contos de fada da Disney. Oras, se é pra ter uma rede que imita o facebook, então eu também vou para o facebook, que, convenhamos, imita muito melhor a si mesmo.

Atualmente, o orkut funciona como um cemitério de memórias. Pense em algum casal de amigos que tenham terminado o relacionamento nos últimos 6 meses. O orkut ainda guarda fotos dos pombinhos juntos e depoimentos apaixonados de um para o outro. Varrer os scraps e fotos de seus amigos no orkut é tipo varrer as fotos daquelas escolas abandonadas em Chernobyl, de pessoas abandonando depoimentos às pressas e largando tópicos incompletos em comunidades.

E se você acha que o orkut anda deserto, é porque faz tempo que não entra no mySpace.

Já o twitter transformou-se rapidamente no maior site de humor do mundo. Os usuários do twitter se dividem em três categorias: Tem as celebridades, os pseudo-humoristas e os bots. Se você não é famoso e não segue automaticamente o Mano Menezes, você tenta fazer piadinha na rede. Ultimamente, entretanto, grande parte das celebridades está começando a investir no pseudo-humorismo; e estou certo que com o avanço da Inteligência Artificial, em poucos meses teremos os primeiros bots mandando trocadilhos no twitter.

Continuar lendo

Dia do corno

Hoje é dia do corno. É lógico que eu tenho que falar alguma coisa a respeito. Afinal, graças à minha ex-namorada, se você examinar minha árvore genealógica, vai ver que sou eu quem tem os galhos mais salientes.

Pra começar, não sou só eu que mereço ser parabenizado neste tão singelo dia. Traição é uma coisa muito comum por aí. Verdade seja dita, fidelidade é que nem creme de beleza: Só os feios usam.

Chifres

Já dizia Falcão: “Um homem sem chifres é um animal indefeso”

Mas eu gosto bastante da minha história de traição, porque ela aconteceu de forma bem peculiar. Eu fui traído no dia dos namorados. Pra vocês terem uma idéia de como é ser traído no dia dos namorados, é mais ou menos como não receber presente de natal porque Papai Noel estava dando pra outro. Era uma época que eu trabalhava e fazia um curso de noite. Quando chegou no sábado, 12 de junho, eu ainda não tinha nada combinado com a menina para onde iríamos ou o que iríamos fazer. O que complicou de vez foi o fato de ela estar convenientemente sem celular (porque tinham roubado o celular dela e ela tinha perdido o celular do irmão). Após passar o dia 12 todo tentando entrar em contato com a garota, fiz o que faria qualquer babaca que não consegue entrar em contato com a própria namorada no dia dos namorados: Fui pro bar tomar umas com um amigo. Mas é complicado… bem no dia dos namorados, que eu tinha planos novos: Levar ela aonde eu nunca tinha levado: ao orgasmo.

No dia seguinte, continuei pacientemente em minha incessante tentativa de falar com a garota. Foi só no meio da tarde que a mãe dela atendeu o telefone:

– Alô? Por favor a [moça]?

– Olha, a [moça] não tá não. Ela tá em Santo André.

– Santo André? Desculpa… Você sabe aonde ela tá lá?

– Ela tá na casa do namorado. Ela passa o final de semana lá.

Nesse momento minha mente começou a fazer uns cálculos de matemática bem simples, mas que me levaram a resultados espantosos. Dei ainda uma última conferida em todos os cômodos da minha casa. E eu percebi que aquela coceira na minha testa era, na verdade, algo mais profundo… Mas o problema não foi nem ser traído. O problema mesmo foi ser trocado por alguém que mora mais longe. Aí é foda.

O tal rapaz pelo qual ela me trocou é o ex-namorado dela (e, desde aquele momento, atual namorado também). Ele pode morar mais longe, mas, em compensação, é consideravelmente mais rico (ponto pra ela, trocando lanches no Habib’s por jantares no Fasano). Alguns amigos me dizem que ela nunca deixou de namorar o cara, sendo assim, o outro seria eu. Algumas evidências realmente apontam para a teoria de que eu seria o amante, como por exemplo a reação de surpresa das pessoas quando eu dizia que era namorado da menina. Eu achava que era porque todos duvidavam que uma criatura tão feia pudesse tecer um relacionamento com uma garota tão bonita (ou até simplesmente com uma garota), mas faz sentido pensar que as pessoas conheciam o verdadeiro namorado. Porra, até a linha de trem que eu pegava pra ir na casa dela em Carapicuiba era a linha diAmante!

Mas a gente tem que ver o lado positivo de tudo. Ao ser traído, por exemplo, eu adquiri o pré-requisito básico para formar uma dupla sertaneja. E você, às vezes, tem que simplesmente se conformar e pensar que é melhor dividir uma boa bisteca do que não comer nada. A verdade é que uma traição é um evento muito mais social do que um relacionamento comum. Afinal, envolve no mínimo uma pessoa a mais!

Eu ainda gosto bastante da minha ex. Acho ela uma garota muito gozada. Pelo menos ela conseguiu reciclar minhas piadas por um bom tempo. E piada de corno é que nem vídeo-cassetada: Você só ri porque não foi você que se machucou. Mesmo assim ela fala que odeia minhas piadas sobre o assunto. Não passam de pequenas piadas sobre a grande piada que ela fez comigo. Mas infidelidade é um assunto que ela prefere levar às escondidas. Ela já até falou que, se quisesse, poderia me processar pelas piadas. É… mas se eu morasse no Irã, poderia apedrejá-la por adultério também!

Mineiros Chilenos

Abraço aí pra turma que ficou meses dividindo a mesma mina!

E aproveita o dia para se filiar à santa igreja!

Dia dos Namorados (Especial do Twitter)

Tanto tempo sem atualizar o blog se justifica: Preguiça mesmo.

Porém, continuo falando merda no twitter. Tanto que tenho até preguiça de transformar meus tweets em um texto bonito e bem trabalhado.

Esta semana eu fiz um especial de Dia dos namorados no twitter. Eu não faço twittadas temáticas desde o Oscar. A diferença é que no Oscar o relacionamento em risco já tinha acabado. Como eu achei que os resultados ficaram bons – com um número satisfatório de retweets e novos followers – segue a lista de tweets especiais:

  • > Começa o twitter do Paulo Velho especial “Dia dos Namorados”! A @_jaymonge que não vai gostar nada disso…
  • > Porque de namoro eu entendo pra cacete: Tanto que até evito!
  • > Presidente da África do Sul foi traído pela esposa… Que sirva de alerta aos homens que estão preocupados demais com a Copa.
  • > Para um namoro ter um fim pacífico, termine com ela. Para um namoro ter um fim terrível, case com ela.
  • > Namorada é que nem emprego: Se você está procurando não acha, mas é só ter uma que começam a aparecer as oportunidades.
  • > Para ter um bom relacionamento o cara tem que se lembrar de datas: Primeiro encontro, primeiro beijo, época da TPM dela…
  • > Neste dia 12, teste o amor de sua esposa: Peça uma cerveja enquanto assiste Argentina x Nigéria.
  • > Namorar a garota dos seus sonhos é um risco. Geralmente na melhor parte você acorda.
  • > Não sabe aonde levar sua namorada este sábado? Tente levar ela ao orgasmo, só pra variar um pouco.
  • > A diferença entre o namoro e o casamento é o preço.
  • > No final todos os relacionamentos terminam mal. Se está bom, é porque ainda não terminou.
  • > Se Deus não quisesse que a gente cobiçasse a mulher do próximo, poderia tê-la feito menos gostosa.
  • > Mulher carente é aquela que decide trocar o relationship status do orkut dela na véspera do dia dos namorados. (provocando a @_jaymonge)
  • > Namorada é aquela que te compreende: “Jay disse: e se vc soltar essa porra dessa piada, vc ta fudido na minha mão”
  • > Sempre namore garotas chatas. É a melhor forma de nunca se casar.
  • > “Respeito com sua vó!”, disse a mãe de Édipo quando ele estava reclamando da sogra.
  • > Namorar é a segunda forma mais cara de se conseguir sexo gratuito. A mais cara é casar.
  • > “O amor é cego. Pelo menos o meu amor é” ~ declarou apaixonadamente a esposa de Stevie Wonder.
  • > Namorada é que nem Copa do Mundo: Você espera um tempão pra ter e é até bom… mas enche o saco muito rápido.
  • > Puta falta de sacanagem é levar a namorada num restaurante caro e depois ela não querer ir no motel.
  • > Meus relacionamentos amorosos estão indo longe demais. Carapicuiba, por exemplo.
  • > Neste dia dos namorados vou dar uma luva de presente para minha mão direita.
  • > Tem sempre aquelas datas que enchem os móteis: Dia dos namorados, Dia da secretária…
  • > O homem tem que saber dominar um relacionamento… E isso inclui saber a hora de dizer: “@_jaymonge, desculpa pelas piadas!”
Namorada serve pra alguma coisa...

Namorada pode ser um negócio útil.

Quem também fez um especial de dia dos namorados foi o sensacional twitter @Na_Kombi. Para quem não conhece, ele funciona como um hub de piadas, pegando um tema a cada semana e agrupando diversas piadas a respeito. Devo a eles alguns dos novos followers, por terem retweetado algumas piadas minhas.

Segue um pouco do melhor do @Na_Kombi:

  • > Dia dos namorados é legal para a Deborah Secco. Cada ano é diferente do outro. (@alexpaim)
  • > Dia dos namorados o motel fica superlotado. É uma fila da porra. (@alexpaim)
  • > Antes sozinho no dia dos namorados, que namorando no carnaval. (@marquesheleno)
  • > Passar óleo é uma dica para apimentar a noite dos casais. Então o lance é ir para o Golfo do México no dia 12. (@alexpaim)
  • > No Dia dos Namorados, faça como a Jabulani. Se te derem um pé, saia por aí desorientada (@microcontoscos)
  • > Minha namorada me tira o fôlego. Sempre que a pego embaixo da cama e a inflo, fico exausto. (@sociedadejm)

Agradecimentos (evidentemente) à Jay, que agüenta todas as piadas.

Posso até perder a namorada. Mas pelo menos me rendeu alguns followers.