Divago 2

Você compraria um livro baseado somente em divagações aleatórias? É, eu também não. Mas se eu fosse escrever um, ele se chamaria “Divagar: Se vai longe”. Não que eu realmente queira escrever um. Eu não queria nem escrever um post baseado em divagações, mas já estou no segundo. O primeiro foi surpreendentemente bem aceito. E, seguindo a lógica hollywoodiana, nada é tão ruim que não possa ter uma continuação. Então lá vai merda!

Mas ser solteiro é que é legal!

Mas ser solteiro é que é legal!

Idéias para livros

1) Conselhos de trânsito por Paulo Velho: Os melhores conselhos de trânsito para alguém que sobrevive em São Paulo.

  1. Capítulo 1: Economize. Peça carona.
  2. Capítulo 2: Fugindo do trânsito: Aprenda a trabalhar até as 2h da manhã!
  3. Capítulo 3: Selecionando adequadamente sua cabine de pedágio
  4. Capítulo 4: Atropelei! Fugir ou ficar?

2) O Escritor: Romance narra a história de um escritor buscando inspiração para escrever um livro. Lá pra metade do enredo, cansado de tantas péssimas idéias, o escritor decide escrever um livro sobre um escritor buscando inspiração para escrever um livro. No livro dentro do livro, o escritor decide começar a viajar a ponto de o protagonista começar a duvidar da própria existência e desconfiar de que não passa de um personagem de um livro. Romance com final triste: O escritor têm seu livro reprovado pois, apesar da idéia boa, a história termina do nada e com um final inconclusivo.

3) Conselhos amorosos por Paulo Velho: Os melhores conselhos amorosos pra você que quer continuar solteiro!

  1. Capítulo 1: Procurando o amor da sua vida
  2. Capítulo 2: Desistindo de procurar o amor da sua vida e indo pegar qualquer uma.
  3. Capítulo 3: Desistindo de pegar qualquer uma e indo pegar qualquer coisa.
  4. Capítulo 4: Técnicas de aproximação: “Cerco à garota”, “Boa Noite Cinderela”, “Ataque Kamikase”
  5. Capítulo 5: Já estou namorando há duas semanas! Como faço para terminar?

4) Evitando a procrastinação de suas próprias obras: Livro ensina como parar de enrolar e tocar de uma vez aquela sua idéia imbecil de escrever um livro. Esse deve demorar uns anos pra sair.

Ciclo da carne

Eu tive uma namorada vegetariana tão chata que ela convenceu minha planta carnívora a trocar a dieta e aderir ao canibalismo.

Vegetarianos, minha comida caga na sua

Minha comida caga na sua!

Sabedoria Gaga

Lady Gaga diz que sexo prejudica sua criatividade” [G1]

Você que me acha criativo, aí está o meu segredo: Eu não como ninguém.

Relato emocionado de um ex-vizinho do Bira

“Tive vários vizinhos na minha vida. Alguns chatos, outros legais… Mas o Bira se encaixa numa categoria única: Bira era peculiar.

Era divertido todas as manhãs sair para o serviço e olhar Bira extremamente mal-humorado na vaga ao lado esperando seu carro a alcool esquentar. Ou ser incomodado num domingo às 14h pelo Bira batendo na sua porta perguntando se você poderia emprestar um pouco de sal para ele… Para depois ser incomodado novamente as 14h30 por ele dizendo que se confundiu e na verdade, queria açúcar.

Porém, o mais peculiar do Bira realmente era a sua risada. Ah! Aquela inconfundível risada. Lhe incomodando às 3h da manhã enquanto Bira assistia alguma Sitcom. Os minutos de silêncio que prosseguiam uma longa risada me atormentavam. Será que Bira teria morrido de tanto rir? O que dizer então quando eu assistia o mesmo filme que Bira estava assistindo? O grande problema é que minha TV digital era bem mais atrasada que a TV analógica do nosso caríssimo Bira. Tente assistir algum show onde as pessoas riem da piada antes mesmo dela ser contada e veja como perde a graça.

No final, acabou sendo vantajoso pra mim essa vizinhança. Tudo isso porque, durante uma festa da qual eu não fui convidado, acabei me engraçando com a (agora) ex-namorada do Derico no corredor. Aquela foi a última vez que eu vira Derico. Bira se mudou 2 semanas depois. Foram-se as risadas, ficou a mulher.

Sinto falta das risadas.”

Guia turístico de boteco

“À sua direita, temos a mesa dos babacas; Facilmente identificável, tanto pela sua localização – bem próxima ao bar e com vista ampla para a mesa das gostosas – quanto pelos idiotas nela sentados, cada um com um Chopp sempre no fim e uma dose de cachaça das piores. Outra característica particular da mesa dos babacas é o alto consumo de pimenta, mesmo sem ter o que temperar.”

Princípio de Paulo Velho

“Se algo precisa acontecer, então que aconteça da forma mais engraçada possível.”

E este não é um princípio tão engraçado quanto parece.

As Melhores Manchetes do Caso Bruno

Porque os jornalistas do G1 também divagam:

Leio só as manchetes. Se ler as notícias, estraga a piada.

by @tiodino

Enfim… divago…

E cada vez que uma garota me abandona eu fico 27% mais louco. Se eu tivesse relacionamentos mais freqüentemente, provavelmente já estaria em algum hospício.

  • Are you kidding? Hells yes you are, this should be tweeted. with your permission, I will make that happen.