Dia dos Namorados (Especial do Twitter)

Tanto tempo sem atualizar o blog se justifica: Preguiça mesmo.

Porém, continuo falando merda no twitter. Tanto que tenho até preguiça de transformar meus tweets em um texto bonito e bem trabalhado.

Esta semana eu fiz um especial de Dia dos namorados no twitter. Eu não faço twittadas temáticas desde o Oscar. A diferença é que no Oscar o relacionamento em risco já tinha acabado. Como eu achei que os resultados ficaram bons – com um número satisfatório de retweets e novos followers – segue a lista de tweets especiais:

  • > Começa o twitter do Paulo Velho especial “Dia dos Namorados”! A @_jaymonge que não vai gostar nada disso…
  • > Porque de namoro eu entendo pra cacete: Tanto que até evito!
  • > Presidente da África do Sul foi traído pela esposa… Que sirva de alerta aos homens que estão preocupados demais com a Copa.
  • > Para um namoro ter um fim pacífico, termine com ela. Para um namoro ter um fim terrível, case com ela.
  • > Namorada é que nem emprego: Se você está procurando não acha, mas é só ter uma que começam a aparecer as oportunidades.
  • > Para ter um bom relacionamento o cara tem que se lembrar de datas: Primeiro encontro, primeiro beijo, época da TPM dela…
  • > Neste dia 12, teste o amor de sua esposa: Peça uma cerveja enquanto assiste Argentina x Nigéria.
  • > Namorar a garota dos seus sonhos é um risco. Geralmente na melhor parte você acorda.
  • > Não sabe aonde levar sua namorada este sábado? Tente levar ela ao orgasmo, só pra variar um pouco.
  • > A diferença entre o namoro e o casamento é o preço.
  • > No final todos os relacionamentos terminam mal. Se está bom, é porque ainda não terminou.
  • > Se Deus não quisesse que a gente cobiçasse a mulher do próximo, poderia tê-la feito menos gostosa.
  • > Mulher carente é aquela que decide trocar o relationship status do orkut dela na véspera do dia dos namorados. (provocando a @_jaymonge)
  • > Namorada é aquela que te compreende: “Jay disse: e se vc soltar essa porra dessa piada, vc ta fudido na minha mão”
  • > Sempre namore garotas chatas. É a melhor forma de nunca se casar.
  • > “Respeito com sua vó!”, disse a mãe de Édipo quando ele estava reclamando da sogra.
  • > Namorar é a segunda forma mais cara de se conseguir sexo gratuito. A mais cara é casar.
  • > “O amor é cego. Pelo menos o meu amor é” ~ declarou apaixonadamente a esposa de Stevie Wonder.
  • > Namorada é que nem Copa do Mundo: Você espera um tempão pra ter e é até bom… mas enche o saco muito rápido.
  • > Puta falta de sacanagem é levar a namorada num restaurante caro e depois ela não querer ir no motel.
  • > Meus relacionamentos amorosos estão indo longe demais. Carapicuiba, por exemplo.
  • > Neste dia dos namorados vou dar uma luva de presente para minha mão direita.
  • > Tem sempre aquelas datas que enchem os móteis: Dia dos namorados, Dia da secretária…
  • > O homem tem que saber dominar um relacionamento… E isso inclui saber a hora de dizer: “@_jaymonge, desculpa pelas piadas!”
Namorada serve pra alguma coisa...
Namorada pode ser um negócio útil.

Quem também fez um especial de dia dos namorados foi o sensacional twitter @Na_Kombi. Para quem não conhece, ele funciona como um hub de piadas, pegando um tema a cada semana e agrupando diversas piadas a respeito. Devo a eles alguns dos novos followers, por terem retweetado algumas piadas minhas.

Segue um pouco do melhor do @Na_Kombi:

  • > Dia dos namorados é legal para a Deborah Secco. Cada ano é diferente do outro. (@alexpaim)
  • > Dia dos namorados o motel fica superlotado. É uma fila da porra. (@alexpaim)
  • > Antes sozinho no dia dos namorados, que namorando no carnaval. (@marquesheleno)
  • > Passar óleo é uma dica para apimentar a noite dos casais. Então o lance é ir para o Golfo do México no dia 12. (@alexpaim)
  • > No Dia dos Namorados, faça como a Jabulani. Se te derem um pé, saia por aí desorientada (@microcontoscos)
  • > Minha namorada me tira o fôlego. Sempre que a pego embaixo da cama e a inflo, fico exausto. (@sociedadejm)

Agradecimentos (evidentemente) à Jay, que agüenta todas as piadas.

Posso até perder a namorada. Mas pelo menos me rendeu alguns followers.

Life Achievements

Todo mundo precisa de objetivos na vida. É o que nos move, o que nos motiva a acordar todos os dias e ir atrás do nosso ideal. E ele pode ser representado de várias maneiras: um emprego decente, dinheiro, a formação de uma família, encontrar a cura da Aids, voltar a andar, assassinar José Dirceu ou comer a Monica Belucci.

Achievement_Locked
Merda! Vai ser meio difícil pra mim destravar esse...

Eu não tenho objetivos de vida. Não anseio por família, já tenho um emprego decente e provavelmente gastaria todo meu dinheiro em cerveja. Meus objetivos de ter uma educação boa o suficiente para ter um trabalho que eu pudesse me sustentar já foi conquistado há algum tempo. O que fazer então?

A indústria dos games achou as respostas:
Ao terminar um jogo, você adquire aquele sentimento de dever cumprido. Desliga o videogame/computador, e vai fazer algo que te lembre que você tem uma vida, como interagir com outras pessoas, assistir TV ou comprar outro jogo. Mas isso é passado. Hoje em dia, terminar o jogo não se limita a chegar ao final dele. Sempre vai ter aquela questão “Quantos achievements você conseguiu?”. Até jogos online, que não possuem fim têm achievements dos mais diversos tipos. “Matar 10 num mesmo round”, “Conseguir 25 headshots”, “Matar um esquadrão inteiro usando apenas os punhos” ou “Irritar um server inteiro apenas usando aqueles áudios do Alborghetti”.

Foi uma solução maravilhosa. Apesar de nunca ter tido uma namorada, você já cumpriu 93%  dos achievements do seu XBox 360, o que faz de você o macho alfa do grupo.

A fina arte do Carnaval em Salvador

O Carnaval em Salvador é a maior festa popular do mundo, recebendo milhões de pessoas. Fui até lá este ano só para pode falar mal melhor, com mais autoridade.

Onde está Wally?
Onde está Wally?

Alguns fatos prévios: A Bahia é quente, muito quente. Parece que há um Sol para cada cantor de axé. Eu ainda não fui para o inferno, mas pelos relatos que eu ouvi, lá deve ser um pouco mais fresco que a Bahia. É o lugar onde os dragões bebem água – mas isso também deve ser por causa daquela pimenta absurda. E também é bom destacar a falta de veracidade daquele mito que o baiano é um povo folgado. Na verdade é que eles ficam o ano todo poupando energia para o Carnaval – e, acredite, eles precisam. A festa parece interminável…

Por “festa” considere “seguir um caminhão tocando música ruim num volume colossal enquanto se espreme feito um paulistano num ônibus matutino”. A música é um detalhe peculiar, e não é só pelo fato de que você ouve os piores sucessos do ano antes de todo mundo. Estou certo que se estivesse tocando valsa ou se alguém ligasse um liquidificador, todo mundo pularia do mesmo jeito… Mas não! Eles cantam uma única frase repetidamente em um ritmo mais grudento do que paçoca com água e que certamente ficará ocupando um pedaço precioso dos seus pensamentos por alguns meses.

Chiclete com banana, por exemplo… Possuem as letras de músicas mais arrogantemente narcisistas que eu já vi. Todas as músicas falam das maravilhas de ser chicleteiro, de como eu sou chicleteiro e ela também, das propriedades colantes de um chiclete quando entra em contato com as cavidades auditivas, de como se você fizer investimentos em chicletes e não fizer investimentos em banana você não vai obter lucros (muito pelo contrário)…

New Zealand Wild Life

Vou tentar ser bem mais conciso do que meu péssimo desempenho no enfadonho texto falando da vida selvagem australiana

Assim como a Austrália é a terra dos cangurus, a Nova Zelândia é a terra dos kiwis. Até mesmo os próprios neo-zeolandeses são conhecidos como “kiwis” pelos seus colegas australianos. E isso não deve ser por causa daquela piada deles serem peludos por fora e fruta por dentro. O fato é que a Nova Zelândia é o único lugar do mundo onde é possível achar kiwis. Pelo menos o pássaro. E o povo.

Kiwi!
Kiwis são pássaros gigantescos feitos de pedra

Eu tive a oportunidade de ver kiwis somente na visita ao parque de Te Whakarewarewatangaoteopetauaawahiao – é esse o nome -, em Rotorua, na Ilha Norte. São maiores do que eu imaginava, do tamanho de uma galinha mais ou menos. Porém, ao contrário das galinhas que conhecemos, são muito ariscos e gostam de lugares escuros.

Mas foi na ilha sul que eu conheci realmente a Nova Zelândia e sua vida selvagem…

Austrália wildlife

Por ficar completamente isolado do resto do mundo, a Oceania contém animais únicos. E a Austrália sabe como explorar turisticamente essa vida selvagem. Até o brasão australiano contém um canguru e um emu – provavelmente o macho da ema.

Brasão Australiano

Horário Reservado…

Como se não bastasse na TV, nas revistas, nos jornais, nos santinhos entregues nas ruas, nos outdoors…

Agora nos cinemas também!

Horario reservado para filme do Lula
"Eu não sei de nada!"

Mandei pro Desencannes mas não foi aprovado…

…ainda…

Mais sobre o filme?

Mochilando pelo mundo…

Foram 2 meses bem bacanas…

Passei por 5 países em 5 semanas…

Mapster - Outubro de 2009
Mapster - Outubro de 2009

Basta comparar meu mapster – com os locais do mundo que eu conheço – em 01 de outubro e em 01 de dezembro – e você percebe que eu consideravelmente meu conhecimento do mundo…

Mapster - Dezembro de 2009
Mapster - Dezembro de 2009

Desde as maravilhas naturais de Te Anau, na Nova Zelândia até a arquitetura moderna de Sydney. Das mulheres mais lindas que eu já vi, em Gold Coast até o povo mais feio que eu já vi, na Ciudad de Mexico. Da pacata Christchurch com seus bondinhos à agitada Melbourne, com seus bondinhos. Das focas da Tasmânia às focas de San Francisco…

Centenas de fotos gastos e alguns poucos milhares de reais gastos… Mas definitivamente valeu a pena.

As fotos http://picasaweb.google.com/paulovelho e algumas histórias por aqui em breve…

Austrália – terra australis incognita

Ah! Austrália! Mal posso esperar para ir conhecer esta maravilhosa terra e seu povo acolhedor!

Dê o fora da Oceania! Isto não é War!
Dê o fora da Oceania! Isto não é War!

Este texto é o primeiro de uma série sobre a Austrália e a Nova Zelândia, todos detalhando sobre minha viagem. Na Austrália ficarei por pouco tempo: apenas uma semana e meia, onde eu passarei por 6 cidades: a gigantesca Melbourne, a badalada Gold Coast, a chapada Nimbin, a tranqüila Byron Bay, a não-sei-o-que-esperar Brisbane e a famosa Sydney.